quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Ataque de crocodilos a gnus. Veja


TV's LCD, Home Theater, Celulares, Som Portátil

ATAQUE DE CROCODILO CONTRA GNUS


A migração anual de gnus é uma das mais espetaculares da natureza. Mais de um milhão de gnus fazem a travessia do Serengeti, na Tanzânia, na a Masai Mara do Quênia Reserva Nacional, imensas manadas viajar através das planícies antes de mergulhar o rio Mara para nadar para pastagens mais verdes.

O gnu (Connochaetes taurinus) é um mamífero ungulado da família Bovidae, sendo também conhecido como boi, cavalo. É parente de animais como os bovinos, caprinos, antílopes, entre outros.
São encontrados centenas de milhares de gnus, nas savanas do centro da África até o extremo sul do continente. São menores que os bois, alcançam 1,5 m de altura, têm 2,5 m de comprimento e chegam a pesar 250 kg.


Os gnus são herbívoros, alimentam-se do pasto das savanas. Vivem em grandes manadas. São animais bastante pacíficos, vivendo e se alimentando em companhia de antílopes e zebras de maneira harmoniosa.
Existem 5 espécies de gnus. São elas:

- Gnu-de-cookson (Connochaetes taurinus cooksoni) – Habita a Zâmbia.
- Gnu-do-leste ou gnu-oriental (Connochaetes taurinus albojubatus) – Vive na Tanzânia e no Quênia.
- Gnu-d’oeste ou gnu-ocidental (Connochaetes taurinus mearnsi) – é encontrado em Moçambique, Tanzânia e Malauí.
- Gnu-azul (Connochaetes taurinus taurinus) – Vive na África do Sul, Angola, Zâmbia, Moçambique, Botsuana, Zimbábue e Namíbia.
- Gnu-de-niassa (Connochaetes taurinus johnstoni) – É encontrado em Malauí, Moçambique e Tanzânia.

Essas espécies sobrevivem a inúmeras diversidades, pois em uma terra selvagem, repleta de predadores, os gnus estão na base da cadeia alimentar, servindo de banquete para leões, hienas, leopardos, crocodilos, guepardos ou chitas e cães selvagens africanos.

Pacífico que é, o gnu foge quando se sente ameaçado. Se for surpreendido, sua única defesa é seu poderoso coice, que pode ser fatal ao predador que o ataca. Por isso, os predadores observam a manada e procuram atacar os animais mais frágeis, como os filhotes, os animais mais velhos, aqueles que estão feridos ou que demonstram cansaço.


Todos os anos as grandes manadas de gnus migram para o norte, em busca de pastos verdes e água. Milhares de gnus são atacados pelos predadores durante a viagem. Na simples travessia de um rio, centenas de gnus são mortos pelos crocodilos. Contudo, a população de gnus permanece estável, pois se reproduzem com sucesso.

A reprodução ocorre uma vez por ano, pois a gestação dura aproximadamente 260 dias. Geralmente nasce um filhote a cada gestação, embora raramente ocorra o nascimento de 2 filhotes.

Pouco tempo depois do nascimento o filhote já está apto a andar e até a correr caso haja alguma ameaça.

A esperança de vida dos gnus é de 20 anos, apesar de todos os perigos que enfrenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se livre para deixar um comentário educado... O seu comentário poderá levar alguns minutos para ser exibido.