terça-feira, 26 de junho de 2012

Musculação. Adolescente pode malhar, mas com limite


TV's LCD, Home Theater, Celulares, Som Portátil

Musculação. Adolescente pode malhar, mas com limite

Sonho de nove em cada dez adolescentes, o corpo sarado é uma busca cada vez mais frequente entre quem não pode nem deve carregar peso em excesso. Mesmo assim, eles lotam as academias. O que fazer, então, para garantir que a malhação não se transforme em um prejuízo para o desenvolvimento dos jovens?

O personal trainer Bruno Viguini explica que nem todo adolescente pode ter uma rotina de exercícios frequente, como fazem os adultos. “Eles precisam passar por uma avaliação física séria, que leve em consideração, também, a alimentação, a rotina e a postura corporal que possuem”, diz.

O ideal é que os meninos frequentem as academias apenas após os 13 anos, e as meninas, depois da primeira menstruação. Antes disso, apenas esportes e atividades físicas não-competitivas devem ser praticadas. “A contração dos músculos nos exercícios repetitivos e que são feitos com o uso de pesos pode prejudicar o crescimento do jovem, que ainda não possui a estrutura óssea completamente formada”, explica.

Corpo perfeito 
Pouco preocupados com isso, o que eles querem mesmo é ter o corpo perfeito, diz Bruno. “Cada vez mais a aceitação dos adolescentes no grupo de amigos passa pela questão do corpo. E eles querem tudo para ontem. Se começam a frequentar a academia de manhã, querem ter músculos à tarde”, diz.

Mas a preocupação com a rapidez é desnecessária, porque, graças aos hormônios nessa fase, as mudanças no corpo acontecem rapidamente. Mesmo assim, o uso de suplementos alimentares também acontece com frequência. “Os professores ficam sempre de olho para perceber a rapidez das transformações. Quando algo foge do padrão, é hora de perguntar ao aluno, porque, ao invés de ajudar, os suplementos errados ou tomados de forma incorreta podem atrapalhar”, afirma.

“Com exercícios, tudo mudou”, diz estudante 
Há um ano e meio, o estudante Vitor de Assis, 15 anos, decidiu entrar na academia, com o apoio e incentivo dos pais. O motivo ele não esconde. “Queria ter um corpo legal, porque eu era muito magro e sei que as meninas não gostam disso. Agora tudo mudou, e eu estou até namorando”, conta. Como a maioria dos adolescentes, ele diz que queria ser aceito pelos colegas e se preocupava em ser bem visto. Ele malha cinco dias na semana e passa até duas horas na academia, entre exercícios e bate-papo com os amigos. “Às vezes rola disputa de peso, mas quando o professor chega perto a gente para. Eu tomo muito cuidado, mas tenho amigos que já tiveram lesões sérias e tiveram que ficar afastados da academia por um tempo”, confessa. Além de malhar, Vitor também toma suplementos alimentares, receitados por uma nutricionista, tudo para manter o músculos conquistados.

Malhação sem riscos 

Início 
O ideal é que os meninos comecem a malhar depois dos 13 anos; e as meninas, depois da primeira menstruação

Orientação 
Os exercícios devem ser avaliados por um profissional de Educação Física, sempre com acompanhamento dos pais ou responsáveis

Peso 
É comum que os adolescentes queiram resultados rápidos, mas o ideal é começar os exercícios com pouco peso. Disputar com os colegas para saber quem aguenta mais não é nada bom para o corpo

Motivação 
Entre as principais motivações dos adolescentes para malhar está a necessidade de ter um corpo bonito. As meninas querem menos barriga e mais bumbum. Já os meninos querem braços musculosos

Tempo 
O tempo de permanência nos exercícios da academia nunca deve ser maior do que uma hora e 30 minutos

Suplementos 
Também é comum que os meninos, principalmente, queiram fazer uso de suplementos alimentares, para ter resultados mais rápidos. Mas é preciso fazê-los apenas com indicação de nutricionista. O uso incorreto pode trazer problemas de saúde, como excesso de gordura e até mesmo hipertensão arterial

Resultados 
Normalmente, os resultados dos exercícios em adolescentes aparecem em até 90 dias. Não há motivo para pressa, porque a quantidade alta e a ação dos hormônios nessa fase ajudam, naturalmente, a modificar o corpo

Riscos 
O excesso de exercícios na adolescência ou antes da idade indicada pode causar lesões sérias nos músculos e atrapalhar o crescimento. Os ossos, nessa fase, ainda estão em formação e não podem receber excesso de peso e de pressão


Fonte: A Gazeta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se livre para deixar um comentário educado... O seu comentário poderá levar alguns minutos para ser exibido.