sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Para emagrecer: Confira 10 dicas valiosas


TV's LCD, Home Theater, Celulares, Som Portátil


No intervalo do café da manhã e almoço, deve-se fazer uso de uma fruta, de preferência com casca
Emagrecer pode não ser a tarefa mais simples do mundo. Mas, para tornar o processo de emagrecimento saudável e prazeroso, a pedido do Vida Saudável, a nutricionista Claudia Jane do Couto preparou 10 dicas. Consumir fibras, mastigar bem os alimentos e praticar atividades físicas estão entre as atitudes. Entenda por que o líquido deve ser evitado durante as refeições e também a importância de buscar um nutricionista ou endocrinologista para auxiliar no emagrecimento. E o melhor: existem faculdades que oferecem gratuitamente o serviço. Confira:


Iniciar as grandes refeições (almoço e jantar) com as saladas cruas, que são ricas em fibras, é a melhor forma de reduzir a quantidade dos alimentos servidos como prato principal e acompanhamentos
1 - Descubra as razões de comer tanto. Existem alimentos que ajudam no alívio da fome. Alívio, é bom frisar, não é saciedade. Fome é uma necessidade física, que ocorre a partir de 4 a 5 horas após a ultima refeição, onde há uma baixa nos níveis da glicemia, levando estímulos ao centro neurológico da fome no cérebro. Já a saciedade pode estar comprometida por outros fatores: ansiedade, prazer, fuga, que devem ser analisados para um melhor tratamento nutricional.

2 - Mastigue bem os alimentos, ou seja, coma devagar. A medida que mastigamos são enviados sinais ao nosso organismo para liberar hormônios e enzimas responsáveis pela digestão dos alimentos e, para o centro cerebral, que regula a fome e saciedade. Portanto, se engolimos o alimento muito rápido, não há tempo desse processo acontecer.

3 - As refeições devem ser balanceadas, não se deve abolir nenhum tipo de fonte alimentar (carboidratos, proteínas e gorduras). O que se deve é comer na quantidade certa para as suas necessidades. Dê preferências aos alimentos saudáveis, evitando aqueles de calorias vazias. Chicletes possuem carboidratos simples (açúcar), que é um alimento de caloria vazia. Portanto, não contribui com mais nenhum nutriente, leva ao aumento de secreção de suco gástrico. Por não ter alimento para digerir, o suco gástrico agride a mucosa estomacal, podendo levar até mesmo a uma úlcera.

4 - Fibras alimentares são os alimentos que mais auxiliam, pois reduzem o esvaziamento gástrico, levando a um período maior de saciedade entre as refeições, diminuem também o consumo de outros alimentos. Além de ajudarem no controle da glicemia (nível de açúcar no sangue), bem como do colesterol.

Salada deve sempre estar acompanhada de azeite de oliva, que auxilia nos níveis do colesterol bom (HDL)
5 - Iniciar as grandes refeições (almoço e jantar) com as saladas cruas, que são ricas em fibras, é a melhor forma de reduzir a quantidade dos alimentos servidos como prato principal e acompanhamentos. A salada deve sempre estar acompanhada de azeite de oliva, pois auxilia nos níveis do colesterol bom (HDL). Além das saladas cruas, nas grandes refeições podem ser acrescidos cereais integrais: linhaça, aveia, entre outros.

6 - Evite grande consumo de líquidos nas refeições, pois eles fornecem uma falsa sensação de estômago cheio, mas na verdade dilatam o estômago levando até mesmo ao aumento do consumo de alimentos para se saciar. Dê preferência ao suco de frutas naturais (100ml) ricos em vitamina C, que auxiliam na digestão dos alimentos e melhoram a absorção de ferro.

7 - As demais refeições - café da manhã e lanche da tarde - devem ter calorias equivalentes, ricas em cálcio e, se for possível, sempre incluir alimentos integrais ou grãos integrais (aveia, linhaça...).

8 - Já no intervalo entre o café da manhã e o almoço, deve-se fazer uso de uma fruta, de preferência com casca, ou mesmo um iogurte ou barra de cereal.

9 - Atividade física é importante pois diminui o estresse, auxilia na perda de peso. Enfatizo que não se deve fazer nenhuma atividade física em jejum, independente do objetivo - perda de peso ou aumentar massa muscular -, pois dessa forma você terá dificuldade em alcançar seus objetivos, além de levar ao aumento do apetite após a pratica e o risco de lesões. O ideal é procurar uma orientação nutricional adequada para as atividades físicas que você está realizando. Orientação nutricional pode ser encontrada de forma gratuita em faculdades que mantém cursos de nutrição, e em algumas unidades de saúde.

10 - A alimentação saudável prioriza a alimentação de 3 em 3 horas, ou seja, de 5 a 6 refeições diárias. Após 3 horas, nosso organismo já digeriu e absorveu quase completamente a refeição anterior, levando a sensação de jejum, que promove uma baixa do metabolismo. Fazendo refeições neste intervalo, de 3 em 3 horas, mantém-se o metabolismo mais regulado e diminui a fome até a próxima refeição. Dando intervalos muitos distantes entre as refeições, levará ao aumento da fome, com isso, o aumento da quantidade de alimentos para se saciar.

A Gazeta 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se livre para deixar um comentário educado... O seu comentário poderá levar alguns minutos para ser exibido.