terça-feira, 2 de novembro de 2010

Namorar ou ficar?


TV's LCD, Home Theater, Celulares, Som Portátil
Compromisso ou diversão? Os relacionamentos amorosos são encarados de formas diferentes pelas pessoas. E, aos poucos, foram ganhando novos nomes e classificações, principalmente entre os jovens. Namorar, ficar... no fim das contas, o que todo mundo quer é encontrar alguém para dividir bons momentos.

foto: Divulgação
"Um namoro consciente e maduro procura 
ver a felicidade de maneira conjunta"
(Winícius de Souza)
Antes o namoro era em casa. A cena do casal sentado no sofá da sala era a mais comum. Mas, nos dias de hoje, ela se tornou rara. Os casais se encontram fora de casa, nos bares, em baladas. E o par pode mudar de uma noite para a outra, ou até mesmo em uma mesma noite.

É o que chamam de ficar. Um relacionamento sem compromisso, que geralmente começa e termina em um pequeno intervalo de tempo. São apenas algumas horas, ou então, minutos. "Eu prefiro ficar todas do que estar preso a apenas uma única menina", diz o estudante Diorgenes Bahiense.

"Eu acho que ficar é bom. Geralmente você começa um relacionamento ficando. É, basicamente, o princípio de tudo", argumenta Jéssica Martins. Para a cachoeirense de 19 anos, uma "ficada" pode evoluir para uma relação mais séria. E, por vezes, é possível ter um "ficante fixo". Assim são chamados aqueles que não namoram, mas se comprometem a estar com uma só pessoa.

foto: Divulgação
Jonathan Fraga ao lado da namorada
Mas ainda existem aqueles que preferem o namoro. É o caso de Winícius de Souza. O jovem de Marataízes acredita em relacionamentos mais sérios. "Namorar hoje implica em saber compreender o que se passa na mente e coração da pessoa que amamos. É procurar ver a felicidade de maneira conjunta".

Ele namora há nove meses e acha que investir em uma relação duradoura é melhor do que ter várias passageiras. "Ficar é uma brincadeira de pega-pega. Um hoje, outro amanhã, cada fim de semana. É mais um rostinho bonito para a coleção. É como se o namoro fosse algo descartável", conclui.

O estudante Jonathan Fraga é mais um que prefere ser tradicional. E aposta na amizade como forma de manter um bom relacionamento. "No meu namoro, o que faz ficar mais duradouro e feliz é que antes de sermos namorados, somos amigos um do outro. A confiança é enorme", conta.

De uma forma ou de outra, o que todo mundo quer é ser feliz. E cada um busca suas formas de encontrar o par perfeito, seja para muito tempo, ou por alguns instantes. Como disse Vinícius de Moraes sobre o amor, "que não seja imortal, posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure".


GAZETA SUL - DA REDAÇÃO MULTIMÍDIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se livre para deixar um comentário educado... O seu comentário poderá levar alguns minutos para ser exibido.