terça-feira, 5 de outubro de 2010

Veja o mais novo e o mais velho deputado federal


TV's LCD, Home Theater, Celulares, Som Portátil
Hugo Motta (PMDB-PB), com 21 anos, é o mais novo a ser eleito neste ano.
Vicente Arruda (PR-CE) tem 81 anos e é o eleito mais velho em 2010.

Hugo Motta, de 21 anos, é o mais jovem eleito para
a Câmara dos Deputados; Vicente Arruda, com 81
anos, é o mais velho (Foto: Divulgação / Agência
Câmara)
A diferença de idade entre o mais velho e o mais jovem eleito para a próxima legislatura da Câmara dos Deputados é de 60 anos. Hugo Motta (PMDB-PB), 21, estuda medicina e exercerá, a partir de 2011, seu primeiro mandato em cargo eletivo. Vicente Arruda (PR-CE), 81, vai iniciar o quinto mandato consecutivo.

Mais velho
Vicente Arruda já conhece bem a Câmara dos Deputados. É deputado federal desde 1995. Nascido em Granja (CE), no dia 17 de maio de 1929, Arruda é formado em direito.

Ele contou ao G1 que entrou para política aos 64 anos de idade. Antes, foi advogado, estudou em Harvard e integrou o Ministério Público. Ele afirma que “não gosta de fazer da política um palco”. “Gosto de ser deputado porque é a melhor maneira de participar ativamente [das decisões do país], de melhorar, de fazer.”
saiba mais

Vicente Arruda afirmou que sua principal bandeira no próximo mandato será trabalhar pela educação.
O deputado diz que a atual eleição “foi a mais difícil” para ele. “Essa eleição foi a mais difícil de todas, porque nosso partido não tinha coligação. (...) Mas eu acho que na democracia, ganhar ou perder, ninguém perde. Ninguém, por mais poderoso que seja, reina eternamente.”

Arruda avalia que a aprovação da Lei da Ficha Limpa, que restringe candidaturas de políticos condenados em segunda instância e tornou mais rígidas as regras de inelegibilidade, foi discutida no momento errado.
“Foi um erro muito grave se fazer em época de eleição, se operar em um processo eleitoral . O próprio Supremo [Tribunal Federal] está dividido. Eu digo ’vamos aguardar isso, vamos estruturar’. Não podemos fazer isso da noite para o dia, é um absurdo. (...) Isso não vai resolver o problema do Brasil.”

O deputado federal reeleito diz que os seus principais momentos na vida política foram a discussão da reforma do Judiciário e as alterações do Código Civil.

Mais jovem
Hugo Motta terá seu primeiro mandato eletivo, mas já conhece bem como é vida de político. É neto do deputado federal Edvaldo Motta. A avó foi deputada estadual, e o pai é prefeito de Patos. “Eu almoço dentro de casa conversando sobre política”, disse.

Nascido em 11 de setembro de 1989 na capital João Pessoa, Motta é estudante de medicina. Trancou a faculdade em março deste ano, no 7º período, para se dedicar à campanha eleitoral. Mas disse que volta aos estudos em janeiro.

“A faculdade de medicina é um curso muito exigente (...), mas quero continuar na profissão que eu escolhi. Saberei balancear o tempo pra atender as demandas políticas”, disse o deputado eleito.

Motta diz que enfrentou dificuldades em sua campanha, mas se sente recompensado. “A gente passa por dificuldades financeiras, não é fácil administrar mais de 60 municípios, administrar várias atividades ao mesmo tempo, estar sempre monitorando. São dificuldades do dia a dia de campanha mesmo. E também chega uma hora que seu corpo não agüenta, muitas vezes acabei dormindo no carro. A alegria das pessoas, as manifestações das pessoas, eram um energético que faziam a gente topar a maratona de vencer o cansaço. Vencemos a maior das dificuldades, que era ser eleito pelo povo.”

O jovem disse que terá como bandeira de campanha projetos para favorecer o ingresso no primeiro emprego. “Vou defender a geração do primeiro emprego, criação de escolas técnicas, mais universidades no sertão pra facilitar a capacitação de jovens. Para conseguir o primeiro emprego, a gente precisa estar capacitado.”

O deputado eleito também afirmou não temer preconceitos por ser jovem por parte dos outros parlamentares mais experientes. “Me considero bem preparado para representar o povo, já que fui escolhido como deputado na primeira eleição que participo.”


Do G1, em São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se livre para deixar um comentário educado... O seu comentário poderá levar alguns minutos para ser exibido.