sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Caio Castro: 'Não gosto de namorar'


TV's LCD, Home Theater, Celulares, Som Portátil
Caio Castro: 'Não gosto de namorar'
Em entrevista, ator de "Ti-ti-ti" diz que gosta de mulheres mais velhas e assume o temperamento difícil

Nos bastidores de Ti-ti-ti, Caio Castro vem sendo chamado de "o novo José Mayer" por estar sendo disputado por três mulheres. Edgar, o personagem que interpreta, é noivo de Camila (Maria Helena Chira), tem um caso com Luísa (Guilhermina Guinle) e apaixona-se por Marcela (Isis Valverde). O ator, de 21 anos, saiu de Malhação no início do ano e em menos de três meses de novela é um dos galãs do momento. "O Caio é um desses fenômenos de carisma e empatia imediata que raramente se vê. Ele é bonito, viril, tem garra e sabe como olhar e abraçar uma mulher", elogia a autora da trama das 7, Maria Adelaide Amaral.

A opinião é compartilhada por algumas companheiras de novela. "Acredito que ele venha a ter uma longa e promissora carreira e fico lisonjeada de estar fazendo parte da história dele", diz Guilhermina. "Ninguém consegue não gostar dele", completa Maria Helena Chira.

Nada mal para quem, há dois anos, nunca tinha atuado na vida e antes de conhecer a fama, trabalhava montando estruturas em eventos. Filho único do comerciante Vítor Castanheira com a bancária Sandra Castro, Caio nasceu em São Bernardo do Campo (SP), onde morou até os 8 anos, quando os pais se separaram. "Ele veio morar comigo em São Paulo, num apartamento que aluguei no bairro do Jabaquara (Zona Sul de São Paulo)", diz Castanheira. Embora não lhe faltasse nada, o garoto começou a trabalhar com 14 anos, como garçom numa lanchonete. "Queria ganhar um Playstation 2, mas sabia que só ganharia no Natal. Na época, custava mais de mil reais. Foi a maneira que achei para juntar dinheiro", afirma Caio, que trabalhou depois como office boy num escritório de contabilidade.

CONCURSO NO CALDEIRÃO
O passaporte para a carreira artística veio por acaso, por meio de um concurso no Caldeirão do Huck, da Globo, no qual concorreu com 25 mil candidatos à vaga de Casal Malhação. Durante dois meses, ele deixou a capital paulista, para fazer os testes no Rio de Janeiro. "Sabia que ele iria vencer", afirma o pai, que foi o único que sabia da participação do filho na disputa. Caio perdeu algumas aulas, mas a performance foi tão boa que o diretor Ricardo Waddington aprovou dois homens na final. "Além de ser lindo, ele é uma explosão de carisma", diz Waddington.

Após dois anos e três temporadas de Malhação, Caio deu adeus aos cabelos cacheados e deixou a barba crescer para o papel na novela das 7. "Agora é o momento de decisão. Estou dando o melhor de mim", diz ele. A mudança no visual aumentou os pedidos para apresentar bailes de debutantes. Ele viaja quase todos os fins de semana e, às vezes, faz dois eventos numa só noite. Dessas viagens e festas, além do cachê, ele guarda histórias. "Já fui agarrado pelo primo da aniversariante que tentou me beijar", diz, às gargalhadas.

A renda extra permitiu-lhe comprar um sítio de mil metros quadrados em Ibiúna (SP), aonde costuma ir com os amigos. "É um investimento. Vou reformar para vender depois", afirma o ator, que mora num flat alugado na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Há cerca de um mês, ele divide o apartamento de quarto e sala com o amigo de infância Anderson Rodrigues Valsoni, também de 21 anos, guitarrista da banda Datura Negra. "Ele bagunça e faz as compras, enquanto eu arrumo a casa e cozinho", entrega Valsoni, que costuma dormir na sala quando o companheiro leva alguma garota para casa.

Caio admite que não é fácil conquistá-lo, embora o assédio feminino seja grande. "Não gosto de namorar, sou uma pessoa difícil de conviver, porque preciso ter meu espaço." As mais novas não têm muita chance com ele, que prefere as mais velhas. "Já fiquei com uma mulher de 38 anos. Não tenho paciência com as novinhas, que fazem charme, fingem que não estão a fim", diz.

Mau humor de monstro
O ator teve apenas duas namoradas: uma em São Paulo, quando ainda não era famoso, e a atriz Sophie Charlotte, quando atuaram em Malhação. "Caio é uma pessoa muito positiva. Nós nos afastamos um pouco depois que terminamos, mas o carinho continua. Torço muito por ele", diz Sophie, que hoje namora o ator Malvino Salvador. Atualmente, Caio está sem namorada, mas confessa que sempre pintam umas "amizades coloridas". Ao contrário de seu personagem em Ti-ti-ti, o ator diz que não admite traição. "Não perdoo. Sou muito orgulhoso. Se traiu, acabou, mesmo que esteja muito apaixonado. Traiu, beijo e não me liga", afirma.

Caio diz que um dos maiores obstáculos para conviver com ele é enfrentar seu mau humor matinal. "Detesto que me acordem. Sou um monstro de manhã. Intratável", admite. A dificuldade em acordar explica também o mau desempenho nos tempos de colégio. "Fui expulso várias vezes. Não era bom aluno", conta. "Ele aprontava, mas não era de briga, nunca fez mal a ninguém", defende a avó paterna, a manicure Isaura Henriques Barbosa do Souto. "Ele me acompanhava quando ia fazer as unhas nas casas das clientes. Sempre muito educado", garante dona Isaura. O neto famoso não quer que a avó trabalhe mais. "Mas ela não me escuta", reclama Caio.

Quando tem folga, ele viaja para São Paulo para matar a saudade da família, principalmente do irmão por parte de pai, Enzo, de 3 anos. "Adoro o moleque", conta Caio, que tatuou o nome do irmão no braço esquerdo. Ele também tem um dragão no braço direito, um símbolo que significa proteção na perna esquerda e as iniciais da mãe, do pai e da avó paterna na direita.


QUEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se livre para deixar um comentário educado... O seu comentário poderá levar alguns minutos para ser exibido.