terça-feira, 14 de setembro de 2010

Nova onda de suicídios em empresa telefônica francesa. 5 em menos de 5 dias


TV's LCD, Home Theater, Celulares, Som Portátil
Cinco funcionários da empresa telefônica francesa France Telecom cometeram suicídio em menos de 15 dias, todos fora de seu posto de trabalho, elevando para 23 o número de trabalhadores do grupo que tiraram a própria vida desde o começo do ano.

A direção da France Telecom, que se nega a contabilizar esses atos, confirmou as cinco mortes à AFP e destacou que não havia relação entre elas e as que aconteceram em vários lugares da França.

"Até agora, nenhuma correlação pode ser estabelecida entre esses dramas. No entanto, vamos proceder a exames em profundidade das situações profissionais de cada um deles", afirmou umporta-voz da direção.

Família de funcionário da France Telecom que se suicidou participa de seu funeral, em outubro de 2009
Desde janeiro de 2010, 23 empregados da France Telecom se suicidaram. No final de 2009, o grupo já havia sido abalado por uma série de suicídios, que deixou em evidência uma grave crise social.
No total, entre 2008 e 2009, direção e sindicatos registraram 35 suicídios, alguns nos postos de trabalho.

Esta crise, que teve ampla repercussão, obrigou a direção a aceitar as negociações sobre o estresse e as condições de trabalho.

Os sindicados consideram que os suicídios estão ligados às condições laborais do grupo e à obrigatoriedade de mudar de local de trabalho ou de região, na sequência de uma restruturação levada a cabo pelo antigo diretor, Didier Lombard, substituído por Stéphane Richard devido à polêmica causada pelos suicídios.

Os sindicatos divulgaram que entre 2008 e 2009 35 funcionários da empresa cometeram suicídio, mas a France Télecom não confirma os números.

Fonte: (AFP e A Bola)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se livre para deixar um comentário educado... O seu comentário poderá levar alguns minutos para ser exibido.