sábado, 29 de março de 2008

Mico-leão-dourado: Um bicho de família


TV's LCD, Home Theater, Celulares, Som Portátil
Outros nomes: sagüi-leão-dourado; singe-leão ou mico soyeux (francês), mico-leão-dourado (Português); sauí piranga (Espanhol); lejonapa vara, lejontamarin vara, lejonapa större ou lejonapa Vänlig (Sueco)

Vídeo: Golden Lion Tamarin

Quando o mico-leão-dourado encontra sua parceira ele se mantém fiel e assume a tarefa de cuidar dos filhotes. São os machos que carregam os miquinhos pendurados pelo corpo. Eles ainda limpam e penteiam os filhotes e se separam somente durante os momentos de amamentação. [Fonte: TV Imagem]



O mico-leão-dourado (Leontopithecus rosalia) é conhecido em todo o mundo como símbolo da conservação da natureza no Brasil. Este primata de pequeno porte mede aproximadamente de 25 a 35cm, tem cauda de 30 a 40cm e pesa em torno de 600g. A pelagem tem a cor de fogo, variando a tonalidade ao longo do corpo. Na cabeça ostenta uma espécie de juba, a qual deve lhe ter valido a denominação.

Além da rara beleza que chamava a atenção dos contrabandistas, a destruição das matas foi a razão principal do seu desaparecimento, sendo que as que ainda hoje constituem o habitat do mico-leão-dourado estão confinadas a pequenas ilhas da Mata Atlânticas no Estado do Rio de Janeiro.

Protegido pela Lei Federal n° 5.197, de 3 de janeiro de 1967 —"Lei de Fauna", está também incluído na "lista of icial de espécies da fauna brasileira ameaçadas de extinção", portaria N° 1.522, de 19 de dezembro de 1989—IBAMA, além de contar com o Comitê Internacional que trata do programa de recuperação e manejo da espécie, objetivando alcançar o estabelecimento de uma população geneticamente sustentável.
Filhotes de Mico-leão-douradose apegam a seu pai seguro em um galho de árvore no jardim zoológico Smithsonian, em Washington.

O programa de conservação para a espécie teve início nos anos 70 por meio da colaboração entre o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis—IBAMA o Centro de Primatologia do Rio de Janeiro CPRJ e o National Zoological Park / Smithsonian Institution, sendo que, hoje, o compromisso entre essas entidades transformou-se num esforço interdisciplinar e internacional para preservar esta espécie e seu habitat, a fim de assegurar sua sobrevivência por meio de atividades de conservação, educação e pesquisa.

Estado de conservação: Extinção
Esperança de vida: 14,2 anos (em cativeiro)
população total: aprox. 1000 (selvagem), 500 (em cativeiro)
Regiões: Brasil
Gestação: 4,2 meses (125 dias)
Altura: 261 mm (M & F)
Peso: 620 g (M), 575-622 g (F)

Fonte: www.escolavesper.com.br

3 comentários:

  1. amei tinha tudo oq eu qeria para uma pesqisa!
    vcs podem coloquar mais fotos?

    ResponderExcluir
  2. estou aprendendo na escola sobre essa riqueza de animal estou apaixonada pelo seu metado de vida.
    Beatriz da silva antonio
    cidade barrinha-sp

    ResponderExcluir
  3. Muito legal, só acho que poderia ter muito mais coisa sobre bicho tão bonito e interessante. Abraço

    ResponderExcluir

Sinta-se livre para deixar um comentário educado... O seu comentário poderá levar alguns minutos para ser exibido.