quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Celular causa explosão em postos de combustíveis? Veja o vídeo e tire sua conclusão


TV's LCD, Home Theater, Celulares, Som Portátil
Vídeo: Celular versus gasolina - explosão


Posto de combustíveis pegou fogo durante abastecimento. Um frentista ficou gravemente ferido após explosão em um posto de combustíveis, em Pinheiros (zona oeste de São Paulo), na madrugada de ontem.

O acidente, segundo testemunhas, ocorreu quando o funcionário do posto atendeu o celular durante o descarregamento de combustível.

O frentista Carlos Roberto dos Santos, 45 anos, ficou com 76% do corpo queimado e está internado em estado grave. A polícia investiga a possibilidade de que gases emitidos pelo combustível tenham entrado em contato com uma faísca liberada pelo celular e causado a explosão.

Segundo o dono do posto, Osvaldo Lopes, o frentista - que estava dentro do caminhão - atendeu o celular, contrariando uma lei municipal, de outubro de 2002, que proíbe o uso de celulares em postos de São Paulo. Parte do forro de plástico do teto do posto queimou. Uma das bombas de gasolina foi interditada pela prefeitura. Moradores relataram que o motor do caminhão estava ligado no momento do acidente, o que é negado pela Shell.

De acordo com o engenheiro Anthony Brown, membro de um grupo da Universidade de São Paulo que estuda explosões, o celular pode realmente ter causado o acidente.

- O aparelho pode gerar faísca quando é ligado - afirma.

Paulo Portela, professor de engenharia elétrica da Universidade de Brasília, diz que a possibilidade é remota.



Reportagem do Jornal Zero Hora, de 20 de novembro de 2007 N° 15424

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se livre para deixar um comentário educado... O seu comentário poderá levar alguns minutos para ser exibido.